sábado, 25 de dezembro de 2010

Wikileaks: documentário sobre o novo mundo da informação.

Richard Jakubaszko 

Wikileaks, você já ouviu falar, mas não entendeu ainda o que é e como funciona? Afinal, quem é Julian Assange, o líder desse grupo? 
Wikileaks é um novo mundo que se descortina, mostrando o quanto devemos mudar na questão da informação e da prática do jornalismo, incluindo a blogosfera. Depois de assistir ao documentário a seguir, dividido em 4 partes, de mais ou menos 10 minutos cada um, você vai perceber o mundo de uma maneira diferente.

Informação isenta e jornalismo responsável, com credibilidade, é o registro sobre o que de fato acontece e não a versão de um press release ou sugestão de pauta das assessorias de imprensa, para que se publique a história de acordo com o que desejam os poderosos. A história sempre foi escrita pelos vencedores, ou melhor, pelos poderosos de plantão, conforme suas versões, desejos e conveniências. Há muitas mentiras e versões na história da humanidade.

Não é à toa que esses poderosos esperneiam e esbravejam, mundo afora. Tentam desqualificar Assange por via transversal, hipocrisia pura. Tudo o que os EUA deseja é importar Assange (que é australiano) da Europa, para puni-lo pelo crime de estupro consentido cometido na Suécia contra uma venezuelana (só porque a camisinha estourou, e isso na Suécia é crime...).

Se conseguirem extraditar Assange vão colocá-lo numa prisão por fornicar com uma venezuelana, na Suécia. Ou será porque Assange denunciou as mentiras dos porões do poder dos xerifes do mundo?

É hilária a atitude americana. Mas parecem ter dividido, num primeiro momento, o grupo responsável pelo Wikileaks. O Wikileaks pode até desaparecer, implodir pelo egocentrismo de Assange, mas outros o seguirão, há demonstrações inequívocas disso.
PARTE 1/4 = legendado
_
PARTE 2/4 = legendado


PARTE 3/4 = legendado



PARTE 4/4 = legendado

_

4 comentários:

  1. Richard, bom dia
    Em que pesem nossas diferenças ideológicas sou um admirador seu e leitor do seu BLOGPOST. Parabéns por este vídeo. Estou assistindo, é muito longo. Estou tentando baixar no meu lap top, mas não consegui ainda nem ser um assinante do youtube, pois sempre que tento dá erro no meio do processo.
    Sobre o Wikileaks são sinais dos tempos de internet.
    Cutucar o todo poderoso eu concordo e tem mesmo que fazê-lo. Mas se o llider do Wikileaks quisesse mesmo desvendar tudo no mundo, por que não lançar para o mundo:

    1. Os bastidores do governo militar, do atual governo Lula e demais da América LATINA;
    2. Cutucar a poderosa Europa;
    3. Cutucar a poderosa China;
    4. O todo poderoso está sendo a principal vitima da sua própria criação, a WEB: embora Timothy John Berners-Lee seja britânico de nascimento criou a WEB no MIT.
    5. Agora, o que mais aumenta a minha ansiedade neste momento é: se o Wikileaks está com as metralhadoras voltadas para os USA, por que não as vira também para a verdadeira história do cristianismo, se é que tudo que faz é história. Quero ver enfrentar o todo poderoso Vaticano e atual todo poderoso Alá (Os mulçumanos e o Bin Laden). Lembra-se que muitos cineastas tentaram insurgir contra estes poderosos com seus filmes sobre a verdadeira história de Jesus Cristo contada pelo Imperador Constantino) e recebeu a ira deles.
    Saudações 2011
    Prof. Santin Gravena
    GRAVENA LTDA
    Diretor Presidente

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO:
    Caro Prof Santin, vivam as diferenças de opinião!
    Lembro que o Wikileaks já divulgou notícias que algumas áreas de poder desejavam manter escondidas, acho que a vez da China e Europeus vai chegar.
    Sobre a verdadeira história do cristianismo, há enorme diferença, Constantino impôs suas versões e influenciou a história ao adotar esta fé religiosa, pois era o maior poderoso da época, ele não escreveu, mas sim ele construiu a história, contada depois por outros. Lembro que o Novo Testamento somente começou a ser escrito e registrado somente a partir do ano 300 DC, devido ao apoio do imperador romano.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog, aqui cultura pouca é bobagem como mostra o comentário acima. Aqui a gente aprende mais do que em alguns livros...
    Ana Piemonte

    RESPOSTA DO BLOGUEIRO:
    Menas, Ana, menas...

    ResponderExcluir
  3. Odo Primavesi, São Carlos-SP26 de dezembro de 2010 17:09

    Richard!
    excelente material. O tempo dos coronéis e seus capangas continua. É preciso muita inteligência para mudar isso, ou deixar as células cancerosas continuar agindo até a autodestruição, certamente com muitas vítimas inocentes. A questão climática é similar.
    []s
    Odo

    ResponderExcluir
  4. Du cacete... phoda. Cutuca a inconsciência e paradigmas.
    Valeu.
    Abs
    Coriolano Xavier

    COMENTÁRIO DO BLOGUEIRO:
    foi por isso que dei o título de "Wikileaks: o estupro da hipocrisia" ao post anterior, e ainda fui criticado por usar palavra tão forte... Provavelmente são católicos xiitas que andam, digamos, traumatizados, com essas histórias de pedofilia...

    ResponderExcluir

Obrigado por participar, aguarde publicação de seu comentário.
Não publico ofensas pessoais e termos pejorativos. Não publico comentários de anônimos.
Registre seu nome / cidade na mensagem. Depois de digitar seu comentário clique na flechinha da janela "Comentar como", no "Selecionar perfil' e escolha "nome/URL"; na janela que vai abrir digite seu nome.
Se vc possui blog digite o endereço (link) completo na linha do URL, caso contrário deixe em branco.
Depois, clique em "publicar".
Se tiver gmail escolha "Google", pois o sistema Google vai pedir a sua senha e autenticar o envio.